Última Página – Flora Figueiredo

Última Página – Flora Figueiredo

Mais uma vez o tempo me assusta.
Passa afobado pelo meu dia,
atropela minha hora,
despreza minha agenda.
Corre prepotente
a disputar lugar com a ventania.
O tempo envelhece e não se emenda. Read more

Imagem

PicsArt_05-26-01.52.57

Unidos pelo Destino – K.C. Bergamini

Unidos pelo Destino – K.C. Bergamini

unidospelodestino|livro: Unidos pelo Destino| autora: K.C. Bergamini| editora: Publicação Independente| sinopse oficial: As tragédias na vida de Christina provocaram consequências irreparáveis. Ainda menina, viu-se sozinha, sob a responsabilidade apenas de um tio alcoólatra. Os momentos a sós na casa se tornavam cada vez mais angustiantes. E no ápice do desespero, quando começou a ser agredida, não teve a quem pedir socorro. Um rapaz, de olhos encantadores, salvou-a dando um tiro em seu tio. De onde ele veio? Como soube que ela precisava de ajuda? Que conexão foi aquela que Christina sentiu entre eles? Yuri é seu nome. Por matar um homem, foi preso. Por salvá-la, ela quis conhecê-lo. Mas ele distanciou-se, não quis contato, manteve-se em silêncio por todos os anos de sua sentença. Agora, ao saber de sua liberdade, tanto tempo depois, Christina tem uma única missão: desvendá-lo. Mais madura, insistirá mais uma vez em descobrir todos os mistérios deixados por Yuri, despertando e sendo despertada por sentimentos intensos.|


Olá, amores! Hoje falarei sobre o livro Unidos pelo Destino. É uma obra nacional e de publicação independente que pode ser encontrada facilmente no site da Amazon. Read more

A vida de um escritor

A vida de um escritor

Me disseram para escrever um texto que contasse como é a vida de um escritor. Não entendi o motivo de pedi-lo logo a mim – até hoje não entendo – nem tenho coragem de me chamar assim. E nada me pareceu genuíno também. Ora pois! Eu lá tenho rotina de vida de escritora? Desde quando me nomearam como tal? Que diabo de legitimidade tenho eu – uma artista falida – para contar algo assim?

Falei com a pessoa que me sugeriu o absurdo tema. Disse que um conto sobre a vida de um escritor era impossível. E ela riu. Como se fosse a coisa mais fácil do mundo, escrever um conto sobre algo que você nunca viveu! Como se soubesse o que é que se passa pela cabeça do protagonista hipotético do meu conto impossível de ser escrito!

E nem desistiu. Queria porque queria que eu escrevesse algo sobre aquilo. Não poderia ser sobre o amor? Não. Ódio? Também não. Alguma fábula com um porco espinho? Muito menos! A não ser que fosse o bicho um escritor.

Por fim, dei-me por vencida. Passei dias, semanas, anos imaginando como seria essa tal vida de boemia que todos os escritores tinham. Pensei em todos os momentos em que escrevi, em cada personagem que criei. Meus esforços para escrever um texto inteiro resultaram em apenas uma frase, menos de uma linha:

A vida de um escritor é ter mais de um milhão de vidas.

Imagem

PicsArt_05-20-06.29.13.png

Imagem

PicsArt_05-20-05.35.12.jpg